Sóssio Pezzela: Morre o padre, Jornalista, escritor e amigo de muitos

Padre Sóssio durante celebração na igreja de São Benedito.

Padre Sóssio morreu na noite deste domingo no Hospital Padre Colombo

Carlos Alexandre | 24 horas

[email protected]

Parintins (Am) – A máquina de datilografia não mais desenhará os belos e emocionantes textos dos pingos de sabedoria, nem mais as cartas de saudade do amigo e colega de seminário Padre Francisco Lupinno que faleceu em 2003. A máquina de datilografia, na verdade, já está sozinha há dois anos desde quando padre Sóssio passou a morar em um dos leitos do hospital Padre Colombo. Longe dela ele se despediu da vida na noite deste domingo, 08, aos 96 anos.

Até os últimos anos de sua vida o sacerdote teve a bíblia e sua máquina como companheiras. Nela escrevia os textos para o Jornal Novo Horizonte era tão bom que ao escrever parecia ditar as palavras enquanto a máquina desenhava as letras em uma folha de papel. O Jornal era concluído na quinta, mas na segunda os textos do padre já estavam na redação. “Ele entregava os seus artigos sempre adiantado para o Jornal Novo Horizonte. E sempre dizia: Coragem!”, lembra Rainier Dutra, editor do informativo que integrava o Sistema Alvorada de Comunicação.

Enquanto viveu se doou ao próximo, homem bom, grande intelectual e que mesmo com a idade avançada sempre esteve disposto a cumprir sua missão. Sua morte imediatamente repercutiu nas redes sociais. “Parintins está de luto, perdemos um grande ser humano”, escreveu José Ivan Gomes. “Profundamente sensibilizado com o falecimento do Padre Sóssio. Era um  verdadeiro missionário de Deus, na terra, nos deu uma contribuição de valor inestimável, para o bem da humanidade. E nos deixa no dia da Virgem de Nazaré”, disse Valdenor Boretama.

O Italiano que quis cumprir sua missão em Parintins, até o fim da vida, era o sacerdote mais antigo da Diocese local. Há mais de 70 anos era integrante do Pontifício Instituto das Missões Estrangeiras (PIME).

De acordo com o Padre Carlos Caridade, que atua na paróquia do São José Operário, desde ontem o corpo está sendo velado na capela da casa do Pime na rua Cordovil, centro. Nesta segunda-feira o corpo será levado para a igreja de São José, onde haverá missa de corpo presente às 15h. Após a celebração o padre será sepultado na capela da ressurreição no Cemitério São José.

Sua história

Padre Sóssio nasceu em 14 de outubro de 1921 na cidade de Carditelo, em Nápoli. Ingressou no Seminário de Ducenta em 03 de outubro de 1934 e foi ordenado sacerdote no dia 07 de julho de 1946.

Estudou Teologia em Roma, onde também se formou em Ciências Bíblicas. Foi professor da Sagrada Escritura, Teologia, História da Igreja e Liturgia no Seminário de Teologia do PIME, na Itália até 1966.

Destinado ao Brasil, o sacerdote chegou a Parintins no dia 27 de abril de 1974 e um ano depois, assumiu a Paróquia da Catedral e em 1 de maio de 1976, tornou-se pároco de São José Operário.

Padre Sóssio dedicou-se a formação bíblico teológica dos leigos de Parintins com a implementação do Centro Cultural Católico Padre Anchieta. Foi fundador e colaborador direto do jornal Novo Horizonte e publicou vários livros como “Pingos de Sabedoria” e “Do mar de Nápolis ao Rio-mar”.

Devido à idade avançada, Padre Sóssio já não exercia mais as funções sacerdotais, mesmo assim, não perdeu o hábito e a vontade de celebrar missas.

Os últimos meses de sua vida, o religioso residia num dos apartamentos do Hospital Padre Colombo, onde recebia a assistência médica por conta da saúde fragilizada.

Colaborou Paulo Pacheco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here