Rússia derruba veto a jornalista que denunciou esquema de doping organizado no país

O governo da Rússia voltou atrás e concedeu ao jornalista alemão Hajo Seppelt um visto de entrada no país para ele cobrir a Copa do Mundo que será disputada entre junho e julho. O repórter do canal público ARD denunciou esquema de doping incentivado pelo Estado para beneficiar atletas russos.

A revogação do veto ao visto aconteceu após pressão feita pela Fifa, entidade máxima do futebol, que cobrou um posicionamento do governo da Rússia e do Comitê Organizador Local (COL).

“A Fifa foi informada hoje que o visto do Sr.Seppelt para cobrir a Copa do Mundo foi aprovado. Lamentamos qualquer tipo de inconveniência enfrentada pelo jornalista e reiteramos que a Fifa, o COL e a Rússia oferecerão as melhores condições para todos os representantes de mídia credenciados. Como dito em muitas ocasiões, e em linha com a Política de Direitos Humanos da Fifa, a liberdade de imprensa é de fundamental importância para a Fifa”, disse a entidade ao jornal Folha de S. Paulo por meio de nota.

Uma vez no país, o jornalista poderá ser interrogado por membros do Comitê Investigativo da Rússia, que apura denúncias contra Grigori Rodchenkov, ex-diretor do laboratório antidoping russo.

Com informações do Portal Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here